Pesquisadores britânicos arriscam um novo método  e acreditam que podem adiar expressivamente o início da menopausa.

Nas análises desse novo estudo, 10 pacientes foram submetidas em uma cirurgia inédita que deve atrasar a menopausa por 20 anos. A novidade consiste em tirar um tecido que faz parte do ovário e que depois fica congelada. Quando a menopausa se aproxima na mulher, a parte do tecido é descongelado e reimplantado para que os hormônios sejam restituídos em mais jovens, contam os especialistas.

As pacientes que fazem parte da analise têm entre 22 e 36 anos, no centro  médico de Birmingham.

Os sintomas da menopausa tem se tornado um agravante devido o acréscimo da expectativa de vida das mulheres. Sendo que, 1 século antes, elas tinham basicamente 50 anos. Entretanto, atualmente, esse número aumentou para 75 anos, o que implica que elas passarão por mais 3 décadas na menopausa.

Nesse sentido, não importa o que os órgãos femininos podem arquitetar, entretanto, a queda dos hormônios geram muitas alterações no corpo feminino, como por exemplo, o risco de ter osteoporose e doenças cardiovasculares aumentam espantosamente.

Os efeitos do estudo não terão resultados enquanto as pacientes testadas não alcançarem a idade da menopausa, que deve iniciar aproximadamente aos 40 anos.

Este artigo foi publicado originariamente no site- Popantofi, e foi reproduzido  adaptado por equipe do blog cantinho.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here